Tecnologia e Ciência

Super-Terra na zona habitável e que pode ter água à superfície descoberta a 37 anos-luz

12 agosto 2022 19:14

Reprodução artística do Ross 508 b

nasa

O exoplaneta Ross 508 b é um mundo rochoso, quatro vezes mais massivo do que a Terra, com uma órbita bastante excêntrica em torno de uma anã vermelha, um tipo de estrela muito menor e mais fria do que o Sol. Por lá, um ano dura menos de 11 dias

12 agosto 2022 19:14

Um novo exoplaneta, designado Ross 508 b, foi identificado a 37 anos-luz de distância, através do Telescópio Subaru, instalado no Japão. Trata-se de um mundo potencialmente rochoso, quatro vezes mais massivo do que a Terra, motivo pelo qual cabe na categoria de Super-Terra. E pode até mesmo conter água.

O Ross 508 b está extremamente próximo da sua estrela-mãe e demora apenas 10,8 dias para completar a sua órbita bastante elíptica, o que não impede que, em algumas fases do período de translação, esteja na zona habitável.

“A sua órbita leva-o para dentro e para fora da zona habitável da sua estrela”, refere a NASA.

Mas como é que um planeta que está muito mais perto da sua estrela do que Mercúrio está do Sol pode ter condições de habitabilidade? É que nem todas as estrelas são como a nossa.

O exoplaneta orbita uma estrela do tipo M, as mais comuns na Via Láctea, conhecidas como anãs vermelhas, bem menores e mais frias do que o Sol.

“Um planeta assim pode ser capaz de reter água na sua superfície e será um alvo importante para futuras observações para estudar a possibilidade de vida em torno de estrelas de baixa massa”, aponta a NASA.