Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Morreu Xabier López Peña

O ex-dirigente da ETA era considerado o instigador do atentado de Barajas, que rompeu a trégua do grupo terrorista.

O ex-dirigente da ETA detido em França Xabier López Peña "Thierry" morreu hoje depois de ter sido hospitalizado no passado 11 de março, por problemas cardiovasculares, informou a organização de apoio aos presos Herrira.

López Peña tinha sido transferido a 11 de março da prisão francesa de Fleury-Merogis para o hospital Corbeil-Essonne para receber cuidados, porque sofria de problemas cardiovasculares, informou recentemente a associação Etxerat, também de defesa dos  direitos dos presos da ETA.

Depois de terem surgido complicações, "Thierry" foi transferido para o serviço de cardiologia do hospital Pitié-Salpêtrière, em Paris, tendo sido operado no dia seguinte, após o que sofreu um derrame cerebral.

López Peña era considerado o chefe militar da ETA no momento da sua detenção, em 2008, em França, e era considerado o instigador do atentado de Barajas, que rompeu a trégua da ETA, no qual morreram duas pessoas.

Na sexta-feira sucederam-se os apelos da Herrira e da Etxerat a favor da liberdade de López Peña e dos presos da ETA doentes.

Depois da morte de "Thierry", Joseba Permach, o dirigente do partido basco Sortu assinalou numa rede social que "a política criminal que aplicam os Estados aos presos bascos acabou com a vida de Xabier Lopez Peña em Paris".