Isabel II

Morte de Isabel II: Moçambique decreta três dias de luto nacional

14 setembro 2022 21:04

yuri kochetkov/getty images

Moçambique integrou a Commonwealth em 1995, apesar de não ter sido colónia do império britânico, mas de os seus vizinhos o terem sido, apoiando a adesão

14 setembro 2022 21:04

O governo moçambicano decretou esta quarta-feira três dias de luto nacional entre sábado, 17, e segunda-feira, 19, em honra da Rainha Isabel II, anunciou esta quarta-feira o porta-voz do Conselho de Ministros. A decisão surge depois de o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, ter escrito que a monarca “entregou a sua vida inteira ao mundo com grande paixão”, assinalando o “carinho e respeito” que merecia do povo do país africano.

Durante o reinado, Moçambique desfrutou de muito boas relações com o Reino Unido, filiando-se na Commonwealth como membro de pleno direito, destacou Nyusi numa mensagem de condolências divulgada no dia 9. Moçambique integrou a Commonwealth em 1995, apesar de não ter sido colónia do império britânico, mas de os seus vizinhos o terem sido, apoiando a adesão.

Isabel II morreu a 8 de setembro aos 96 anos no Castelo de Balmoral, na Escócia, após mais de 70 anos no trono, o mais longo reinado da história do Reino Unido. A urna da monarca encontra-se em câmara ardente no Palácio de Westminster até ao funeral de Estado na segunda-feira na Abadia de Westminster, também em Londres.

Durante os próximos quatro dias, o salão onde está colocada a urna estará aberto ao público 24 horas por dia. Após a morte da monarca, o filho primogénito assumiu aos 73 anos as funções de rei como Carlos III.