Eleições no Brasil

Eleições no Brasil: Lula da Silva e Jair Bolsonaro votaram pouco depois da abertura das urnas

2 outubro 2022 14:15

ueslei marcelino/reuters

Os dois principais candidatos às eleições deste domingo votaram às primeiras horas da manhã, pouco depois da abertura das mesas de voto no Brasil

2 outubro 2022 14:15

O candidato e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) votou na manhã deste domingo em São Bernardo do Campo, cidade que é seu berço político, na região metropolitana de São Paulo, no sufrágio que pode definir sua volta ao poder no Brasil.

Líder nas sondagens de intenção de voto, Lula da Silva estava acompanhado de seu candidato a vice-presidente, Geraldo Alckmin, de sua mulher, a socióloga Rosângela da Silva, da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e do candidato do PT ao Governo de São Paulo, Fernando Haddad.

Após votar, o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) beijou o comprovante de votação e deixou a sala.

Com 'chances' de vencer na primeira volta, Lula da Silva tem entre 50% e 51% das intenções de voto, segundo sondagens divulgadas no sábado pelo DataFolha e o Ipec, respetivamente, e é seguido pelo Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, com 36% e 37% das intenções de voto, Ciro Gomes (5% e 5%, nas duas sondagens) e Simone Tebet (6% e 5%).

Em declarações aos ‘media’ depois do voto, Lula da Silva afirmou que o Brasil "precisa recuperar o direito de ser feliz.”

“Queremos um país que viva em paz, com esperança e que acredite no futuro", disse.

Segundo o ex-presidente, esta serão as eleições "mais importantes" para ele, que governou por dois mandatos, entre 2003 e 2010, depois de ter perdido as eleições de 1989, 1994 e 1998.

"Em 2018 não pude votar porque estive preso, vítima de uma mentira, e quatro anos depois estou votando com o reconhecimento da minha total liberdade e a possibilidade de voltar a ser presidente deste país e voltar à normalidade", acrescentou.

O candidato do PT permaneceu preso por 580 dias por duas condenações por corrupção, posteriormente anuladas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Lula da Silva também criticou a gestão durante a pandemia do atual Presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro.

Bolsonaro não respondeu se respeitará resultados em caso de derrota

Questionado pelos jornalistas depois de exercer o seu dever cívico sobre se iria respeitar o resultado da votação em caso de sair derrotado, Jair Bolsonaro optou por não responder.

Em contrapartida, o Presidente brasileiro afirmou aos jornalistas que vencerá as eleições presidenciais já na primeira volta que decorre hoje.

“Vai ser já no primeiro turno”, garantiu Bolsonaro depois de questionado pelos jornalistas se iria respeitar o resultado da votação.

O candidato à reeleição chegou vestido com uma t-shirt verde e amarela da seleção ‘canarinha’ para votar na Vila Militar, Zona Oeste do Rio de Janeiro, pouco depois das 08:50 (12:50).

"A expectativa é de vitória hoje. Nesses 45 dias, fui praticamente em todos os estados do Brasil. Ontem, em Joinville, algo nunca visto no Brasil, tanta gente na rua. Eleições limpas, sem problema nenhum”, declarou.