Internacional

Homem acusado de invadir casa de Nancy Pelosi e atacar marido diz-se inocente

16 novembro 2022 8:30

Nancy Pelosi

elizabeth frantz/reuters

DePape, um ativista extremista seguidor de teorias da conspiração, declarou-se inocente de acusações estaduais de tentativa de assassínio, roubo e abuso de idoso

16 novembro 2022 8:30

Um homem acusado em outubro de atacar o marido da presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, declarou-se na terça-feira inocente das acusações federais de tentativa de rapto de um dirigente federal e ataque a um familiar de dirigente federal.

A David DePape, que apareceu em roupa cor de laranja sem algemas, foi atribuído um advogado oficioso, que entregou a posição em seu nome durante uma curta presença em tribunal.

DePape, com 42 anos, de Richmond, um subúrbio de San Francisco, foi alvo na semana passada de acusações federais resultantes da sua invasão da casa de Pelosi, em San Francisco, em 28 de outubro, dias antes das eleições legislativas.

O ataque a Paul Pelosi aconteceu quando as ameaças contra congressistas e funcionários eleitorais atingem máximos e as autoridades emitem alertas sobre o aumento do extremismo nos EUA.

DePape, um ativista extremista seguidor de teorias da conspiração, também se declarou inocente de acusações estaduais de tentativa de assassínio, roubo e abuso de idoso.

As acusações federais incluem ataque a um familiar direto de um representante federal com a intenção de retaliar contra este por causa do seu desempenho em atividades oficiais. Em causa está a possibilidade de uma sentença que pode ir até aos 30 anos de cadeia em prisão federal.

Uma segunda acusação alega que DePape procurou raptar um representante federal pelo seu desempenho. Isto pode implicar uma sentença máxima de até 20 anos. Na acusação considera-se que DePape procurou raptar Nancy Pelosi.

Os polícias que responderam à chamada sobre o ataque encontraram Paul Pelosi e DePape a disputarem um martelo, segundo a acusação. Um polícia ordenou a DePape que largasse o martelo, o que este recusou, antes de o dirigir contra Paul Pelosi.

Este teve de receber tratamento hospitalar a fraturas de crânio.

Paul Pelosi disse durante uma chamada para o 911 (o 112 português) que estava a dormir quando um homem que nunca tinha visto entrou no seu quarto, onde estava a dormir, à procura de Nancy Pelosi, que estava em Washington.

DePape está detido sem possibilidade de fiança.