Internacional

Migrações. Números voltam a crescer. Europa sem vontade política para ajudar quem com ela sonha

13 novembro 2022 9:39

Ana França

Ana França

Jornalista da secção Internacional

Migrante pede ajuda a quem está do lado de fora do centro de acolhimento de Manston, em Kent, Reino Unido

gareth fuller/getty images

Pedidos de asilo sobem na UE e ao Reino Unido nunca chegou tanta gente por mar. Em Itália as chegadas por mar também não eram tão altas desde 2017. A Soluções tardam e estruturas de acolhimento estão à beira do colapso

13 novembro 2022 9:39

Ana França

Ana França

Jornalista da secção Internacional

A polícia não estava a deixar os migrantes chegar perto das vedações. De repente, vê-se uma garrafa de plástico com alguma coisa branca a voar por cima de uma delas. Aterra no meio dos jornalistas e um fotógrafo da agência Associated Press abre a garrafa. Traz uma carta, escrita por uma menina residente no centro de processamento de candidatos a asilo de Manston, no distrito de Kent, Sueste de Inglaterra.

França está logo ali, do outro lado do Canal da Mancha, e esta menina veio de lá num barco de borracha, como outras 40 mil pessoas só entre janeiro e outubro deste ano. “Aos jornalistas, às organizações, a todos: por favor, precisamos da vossa ajuda, há aqui uma criança deficiente, está muito mal, eles não querem saber, pessoas com filhos aqui não é fácil, há muitas crianças, não deviam estar cá, deviam estar na escola e não em prisão.”