Internacional

Ministério Público argentino pede 12 anos de prisão para Cristina Kirchner

22 agosto 2022 22:21

juan mabromata/getty images

Num julgamento em Buenos Aires, o MP também pediu para a antiga chefe de Estado a inelegibilidade perpétua para o exercício de cargos públicos

22 agosto 2022 22:21

O Ministério Público (MP) da Argentina pediu esta segunda-feira 12 anos de prisão por corrupção para a atual vice-Presidente e ex-Presidente daquele país sul-americano Cristina Kirchner. Num julgamento em Buenos Aires, o MP também pediu para a antiga chefe de Estado a inelegibilidade perpétua para o exercício de cargos públicos.

Kirchner, de 69 anos, foi julgada de forma remota num caso de alegada concessão fraudulenta de contratos públicos no seu reduto político na província de Santa Cruz, na Patagónia (sul), quando era presidente.

No processo, são julgadas as supostas irregularidades na concessão de 51 obras públicas a empresas do empresário Lázaro Báez durante os governos de Nestor (2003-2007) e Cristina Kirchner (2007-2015). O MP também pediu a condenação de Lázaro Báez, o ex-ministro do Planeamento Julio De Vido e outros antigos funcionários de Kirchner.

A ocupar os cargos de vice-presidente e presidente do Senado argentino, Kirchner goza atualmente de imunidade política.