Internacional

Mais de 100 migrantes resgatados no Mediterrâneo vão desembarcar em Itália

22 agosto 2022 19:19

fabrizio villa/getty images

Na embarcação, que havia saído da Turquia há cinco dias, encontram-se 26 mulheres e 42 crianças

22 agosto 2022 19:19

Os 106 migrantes resgatados no Mediterrâneo central no fim de semana pelo navio humanitário ‘Geo Barents’, operado pela Médicos Sem Fronteiras (MSF), vão desembarcar no porto italiano de Taranto, autorizaram esta segunda-feira as autoridades locais. “Seguindo as instruções, as 106 pessoas resgatadas pelo ‘Geo Barents’ vão desembarcar em Taranto. Apesar da resposta rápida, o navio vai ter de navegar mais de um dia para chegar ao porto designado”, explicou a MSF nas redes sociais.

Na embarcação, que havia saído da Turquia há cinco dias, encontram-se 26 mulheres e 42 crianças. Ainda sem porto para desembarcar está o “Open Arms Uno”, o novo navio da organização não governamental (ONG) espanhola Open Arms, que na passada quarta-feira resgatou 101 migrantes que estavam à deriva num barco insuflável no Mediterrâneo central.

A Open Arms pediu no último sábado que o desembarque fosse concedido a essas pessoas que “precisam de atendimento imediato, sofreram violência e estão muito afetadas física e psicologicamente”.

Até agora, desde janeiro deste ano, 50.760 migrantes desembarcaram nas costas italianas, em comparação com os 35.480 registados no mesmo período do ano passado, de acordo com o Ministério do Interior de Itália.