Internacional

Papa está preocupado com a situação na Nicarágua. O bispo de Matagalpa está preso

21 agosto 2022 14:46

Daniel Ortega

inti ocon/getty images

Rolando Alvarez, bispo da Diocese de Matagalpa, foi detido na sexta-feira. O Presidente Daniel Ortega diz que a atuação dos bispos é "terrorista"

21 agosto 2022 14:46

O Papa Francisco apela ao "diálogo aberto e sincero" na Nicarágua, para assim se encontrarem "as fundações para uma coexistência pacífica", e de respeito mútuo. O apelo do Papa foi feito este domingo no final da oração do Angelus, na Praça de São Pedro, no Vaticano.

Francisco não fez referência à detenção do bispo de Matagalpa, Rolando Álvarez, na última sexta-feira. "Estou a acompanhar de perto, com preocupação e dor a situação que surgiu na Nicarágua, que afeta pessoas e instituições, e gostaria de expressar a minha convicção e o meu desejo de que através de um diálogo aberto e sincero possamos encontrar a base para uma coexistência respeitosa e pacífica", afirmou.

Rolando Alvarez, bispo da Diocese de Matagalpa e administrador apostólico da Diocese de Esteli, no Norte da Nicarágua, foi preso esta sexta-feira dentro do palácio do bispo provincial, juntamente com cinco sacerdotes, dois seminaristas e um operador de câmara.

A Polícia Nacional, liderada por Francisco Díaz, sogro do Presidente Daniel Ortega, confirmou que efetuaram uma rusga matinal na sede do bispo em Matagalpa, na qual levaram o bispo e os seus colaboradores contra a sua vontade, transferindo-os para Manágua.

A detenção de Rolando Álvarez, precedida do encarceramento de três padres, é o último capítulo das relações tensas entre a Igreja Católica da Nicarágua e os sandinistas liderados pelo Presidente Daniel Ortega.

Ortega descreveu como "terroristas" os bispos nicaraguenses que atuaram como mediadores no diálogo nacional, em busca de uma solução pacífica para a crise que o país atravessa desde abril de 2018