Internacional

Inundações mataram 80 pessoas: Sudão declara estado de emergência

21 agosto 2022 20:23

anadolu agency/getty images

Estados como Kordofão Ocidental, Kassala e Nilo Branco, que são atravessados pelo rio Nilo, foram os mais afetados, de acordo com o ministro do Interior, Hamed Annan

21 agosto 2022 20:23

O Sudão decretou neste domingo estado de emergência devido às inundações que assolam o país desde maio e que já mataram 80 pessoas, feriram outras 30 e destruíram 35 mil habitações.

Segundo a agência estatal de notícias sudanesa SUNA, a declaração de estado de emergência para todo o país foi decidida numa reunião do Conselho de Ministros, que ordenou ao Conselho Nacional de Defesa Civil que acompanhe a situação e forme uma comissão de emergência em todos os estados para gerir os recursos e a ajuda humanitária prestada pelo Estado ou por outros países e organizações não-governamentais.

Estados como Kordofão Ocidental, Kassala e Nilo Branco, que são atravessados pelo rio Nilo, foram os mais afetados, de acordo com o ministro do Interior, Hamed Annan.

A agência das Nações Unidas para a coordenação dos assuntos humanitários indicou que 146 mil pessoas foram já afetadas pelas inundações, estimando que até ao final de setembro, quando terminar a época das chuvas, o número possa ascender a 460 mil.

Em 2020, as inundações no Sudão provocaram 138 mortos e destruíram 2,2 milhões de hectares de áreas de cultivo, segundo a ONU.