Internacional

Brasil. Posse do presidente do Tribunal Superior Eleitoral virou ato de defesa da democracia

17 agosto 2022 12:48

Maria da Paz Tréfaut

Correspondente em S. Paulo

Alexandre de Moraes

adriano machado/reuters

Representantes de mais de 50 países assistiram em Brasília à tomada de posse de Alexandre de Moraes. O novo responsável máximo pelas eleições foi aplaudido de pé por condenar a difusão de notícias falsas e promover a liberdade de expressão no "Brasil democrático e tolerante"

17 agosto 2022 12:48

Maria da Paz Tréfaut

Correspondente em S. Paulo

A posse do ministro Alexandre de Moraes como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nesta terça-feira à noite em Brasília, transformou-se de um evento solene num ato em defesa da democracia. Diante das mais altas autoridades da República, o comandante das eleições, que terão a primeira volta daqui a 46 dias, elogiou as urnas eletrónicas, o direito à liberdade de expressão e condenou o seu uso para difundir fake news. Moraes foi interrompido e aplaudido de pé várias vezes. Na tribuna, o Presidente Jair Bolsonaro permaneceu sentado e não sorriu durante toda a cerimónia.