Internacional

Pelo menos 17 migrantes do Haiti morreram afogados a tentar chegar a Miami

25 julho 2022 9:00

marcos moreno / afp / getty images

O barco "virou-se perante o mar agitado" quando tentava fazer a travessia para os EUA, ao largo do arquipélago das Baamas, tendo sido resgatadas 25 pessoas

25 julho 2022 9:00

Pelo menos 17 migrantes do Haiti morreram ao largo do arquipélago das Baamas quanto tentavam fazer a travessia de barco até Miami, nos Estados Unidos da América (EUA), anunciaram as autoridades, que conseguiram resgatar 25 pessoas.

O barco "virou-se perante o mar agitado", lê-se num comunicado de imprensa assinado pelo primeiro-ministro, Philip Davis, que dá conta que o barco levava "cerca de 60 pessoas a bordo", desconhecendo-se o que aconteceu às restantes.

Quinze das vítimas são mulheres, e um homem e uma criança também morreram no acidente, diz o comunicado citado pela agência francesa de notícias, a France-Presse (AFP), que cita o primeiro-ministro a considerar que "o seu destino final era Miami, na Florida".

As Baamas, um arquipélago de 700 pequenas ilhas, 39 das quais habitadas, está localizado 80 km a sudeste da costa da Florida e a norte de Cuba, e é regularmente utilizado como ponto de passagem por migrantes que procuram chegar aos Estados Unidos.

No Haiti, um país flagelado pelo violência organizada, e onde quase metade da população está em situação de insegurança alimentar, muitas pessoas tentam frequentemente chegar à Florida ilegalmente por mar, parando frequentemente nas Baamas ou nas Ilhas Turcas e Caicos, governadas pelos britânicos.

"Compreendo que a situação enfrentada por muitos destes migrantes os encoraja a correr riscos tão grandes", disse Philip Davis, que apelou, ainda assim, "àqueles que estão a considerar fazer tal viagem para não o fazerem".