Internacional

Washington chega a acordo de 518 milhões de dólares com distribuidores de substâncias de ópio

5 maio 2022 9:32

unodoc

A indemnização dada pelos três maiores distribuidores será usada em prol dos que lutam contra o vício, facilitando-lhes habitação ou colocação profissional

5 maio 2022 9:32

Os três maiores distribuidores de opiáceos dos Estados Unidos aceitaram esta terça-feira pagar ao Estado de Washington 518 milhões de dólares, sendo que a grande maioria da indemnização será direcionada para solucionar a crise com os analgésicos altamente viciantes.

O procurador-geral, Bob Ferguson, divulgou o acordo e salientou que o valor é dezenas de milhões de dólares superior ao que Washington teria recebido destas empresas, caso tivesse assinado um acordo nacional alcançado no verão passado com os distribuidores e o grupo Johnson & Johnson.

O acordo ainda requer a aprovação de um juiz e de dezenas de cidades daquele Estado que avançaram com os seus próprios casos contra os distribuidores McKesson Corp., Cardinal Health Inc. e AmerisourceBergen Corp.

Caso avance, o Estado terá de gastar 476 milhões de dólares (cerca de 452 milhões de euros) do total (cerca de 492 milhões de euros) para lidar com a crise dos opiáceos, incluindo no tratamento de abuso de substancias.

Mas também para expandir o acesso a medicamentos de reversão de overdose e fornecer habitação, colocação profissional e outros serviços para aqueles que lutam contra o vício.