Internacional

Número de mortos em desabamento de prédio na China sobe para 26

5 maio 2022 16:10

vcg/getty images

Todos os sobreviventes estão em boa condição, depois de terem recebido tratamento hospitalar, de acordo com a agência chinesa de notícias

5 maio 2022 16:10

O desabamento de um prédio na cidade de Changsha, no centro da China, na sexta-feira passada, fez 26 mortos, segundo a agência de notícias Xinhua. As equipas de resgate, que há quase seis dias realizam buscas nos escombros do edifício, conseguiram hoje retirar o 10º sobrevivente, uma mulher, dos destroços do prédio, segundo a mesma fonte.

Todos os sobreviventes estão em boa condição, depois de terem recebido tratamento hospitalar, de acordo com a agência chinesa de notícias. As chuvas intermitentes que têm caído nos últimos dias podem ter aumentado as hipóteses de sobrevivência dos desaparecidos, que estão sem comida ou água.

Pelo menos nove pessoas foram detidas na sequência do desabamento do edifício, incluindo o proprietário, por suspeitas de ter ignorado as normas de segurança e ter cometido outras infrações graves, como a construção ilegal de pisos adicionais e a ausência de barras de ferro de reforço da estrutura.

Três pessoas encarregadas do projeto e construção foram detidas, bem como cinco outras, por terem alegadamente emitido um certificado falso de cumprimento das regras de segurança, para a abertura de uma residencial entre o quarto e o sexto andar do prédio. O edifício também abrigava residências, um café e lojas.

Um aumento no número de desabamentos de edifícios, ocorridos nos últimos anos, levou o Presidente chinês, Xi Jinping, a pedir que se façam investigações para apurar a origem de falhas estruturais. Várias construções apresentam também infraestruturas degradadas, como canalizações de gás, que resultaram, no passado, em explosões e desmoronamentos.