Internacional

Espionagem a independentistas catalães põe em causa estabilidade política em Espanha

24 abril 2022 10:45

Ángel Luis de la Calle

Ángel Luis de la Calle

Correspondente em Madrid

O presidente do governo regional da Catalunha, Pere Aragonès, em Madrid diante do Parlamento, acusou os serviços secretos espanhóis de espiarem figuras independentistas catalãs

javier soriano/afp/getty images

Figuras dos partidos separatistas terão sido espiadas com o polémico sistema Pegasus durante os anos quentes do referendo ilegal e da declaração unilateral de independência. Presidente da região ameaça retirar apoio parlamentar ao Governo central se não receber explicações satisfatórias

24 abril 2022 10:45

Ángel Luis de la Calle

Ángel Luis de la Calle

Correspondente em Madrid

Há dias o Centro de Estudos de Opinião (CEO), organismo de sondagens dirigido pela Generalitat (governo autonómico) da Catalunha, publicou a sua mais recente pesquisa sobre o apoio ao independentismo na opinião pública catalã: 52% dos consultados rejeitaram a ideia de a Catalunha se tornar um Estado independente; 41% eram partidários dessa opção. A diferença, agora de onze pontos percentuais, era de quatro em janeiro de 2021, indica o CEO.