Internacional

Joe Biden liberta estudantes de uma pesada dívida que era para a vida

23 abril 2022 12:42

Ricardo Lourenço

Ricardo Lourenço

Correspondente nos Estados Unidos

Manifestação pelo alívio da dívida estudantil em Washington, a 4 de abril de 2022. “Endividado em 350 mil dólares para aprender a salvar a vossa vida”, lê-se no cartaz

stefani reynolds/afp/getty images

À medida que o crédito estudantil americano bate recordes, o Presidente perdoa dívidas a um ritmo ímpar. Oposição interna exige, no entanto, o cancelamento do montante — 1,6 biliões de euros —, o que seria um “abuso” para os que já pagaram ou nunca frequentaram a Universidade

23 abril 2022 12:42

Ricardo Lourenço

Ricardo Lourenço

Correspondente nos Estados Unidos

O total da dívida dos estudantes universitários americanos disparou para o nível mais alto de sempre, aproximando-se hoje dos 1,8 biliões de dólares (1,6 biliões de euros, ou seja €1,600,000,000,000). O fardo financeiro recai sobre 46 milhões de pessoas, num montante que supera todo o crédito automóvel (1,3 biliões de dólares, ou €1,2 biliões ).