Internacional

Terroristas matam duas pessoas e raptam 20 jovens na Nigéria

21 janeiro 2022 18:39

Terroristas invadiram a aldeia de Piyemi na quinta-feira, matando dois homens e raptando 20 crianças, incluindo 13 raparigas

21 janeiro 2022 18:39

Pelo menos duas pessoas morreram e 20 jovens foram raptados no estado de Borno, na Nigéria, o ponto central dos terroristas do Estado islâmico na África Ocidental (Iswap, na sigla inglesa) no país mais populoso de África.

De acordo com a agência francesa de notícias, a France-Presse (AFP), os terroristas invadiram a aldeia de Piyemi na quinta-feira, matando dois homens e raptando 20 crianças, incluindo 13 raparigas, segundo um líder comunitário e várias testemunhas.

Os terroristas do Iswap usavam uniformes semelhantes aos do exército nigeriano, e entraram na aldeia ao princípio da tarde, disparando e ateando fogo às casas à medida que iam avançando pela aldeia, contaram alguns residentes à AFP.

Os membros do Iswap, que usavam uniformes semelhantes aos do exército nigeriano, entraram na aldeia na tarde de quinta-feira, abrindo fogo, saqueando lojas e incendiando casas à medida que passavam, de acordo com os residentes locais.

“Mataram duas pessoas e levaram 13 raparigas e sete rapazes, com idades entre os 12 e os 15 anos”, disse Samson Bulus, um residente, em declarações por telefone à AFP.

O ataque de quinta-feira não fica muito longe da cidade Chibok, cujo nome permanece ligado ao rapto, em 2014, de 270 raparigas com idades entre os 12 e os 17 anos, levado a cabo pelo Boko Haram, e que colocou o problema dos raptos na agenda mediática mundial.

Quase metade das raparigas estão ainda desaparecidas, e muitas foram obrigadas a casar com os membros deste grupo terrorista.