Internacional

Homem que esteve mais de dois dias preso numa gruta foi resgatado com vida no País de Gales

8 novembro 2021 21:45

Membros da equipa de resgate a caminho da gruta de Ogof Ffynnon Ddu

ben birchall - pa images

A operação de resgate que durou 54 horas é considerada a mais longa da história da espeleologia no sul do País de Gales

8 novembro 2021 21:45

Um homem foi resgatado com vida depois de ter ficado durante mais de dois dias numa gruta na cordilheira de Brecon Beacons, no País de Gales. Descrito como um espeleologista experiente, ficou preso no sábado por volta das 13h00 após sofrer uma queda que o impediu de escalar de volta à superfície. De acordo com os media britânicos, não está em risco de vida, mas sofreu lesões na coluna e tem uma perna e maxilar partidos.

O resgate aconteceu no sistema de grutas do parque nacional de Brecon Beacons, no País de Gales. A operação durou 54 horas e terminou esta segunda-feira pelas 19h45, quando o homem foi removido com vida da Ogof Ffynnon Ddu, a caverna mais funda do país localizada perto da povoação de Penwyllt.

As operações de salvamento envolveram 240 pessoas, incluindo pelo menos oito equipas especializadas neste tipo de resgates.

De acordo com Peter Francis, o porta voz da Equipa de Resgate de Cavernas do Sul e Médio País de Gales, "este é o mais longo resgate que alguma vez realizado". "O espeleologista teve muito azar. Ele era experiente e estava em forma. Foi uma questão de pôr o pé no sítio errado. Não estava numa zona perigosa da gruta, simplesmente alguma coisa mexeu-se por baixo dele", cita o The Guardian.