Internacional

Populares matam assassino em série de crianças no Quénia

15 outubro 2021 20:46

Masten Wanjala, 20 anos, escapou da custódia da polícia depois de ter confessado ter morto mais de dez rapazes

15 outubro 2021 20:46

Um homem foi linchado pela população no Quénia depois de ter escapado da custódia da polícia. Masten Wanjala, 20 anos, confessou ter morto mais de dez rapazes em cinco anos.

Segundo a BBC, Wanjala foi localizado numa casa na cidade de Bungoma (a 77 quilómetros da fronteira com o Uganda) e espancado até à morte por populares.

A polícia tinha lançado uma caça ao homem para localizar o homem, que confessou também ter drogado e bebido o sangue das vítimas. De acordo com as autoridades locais, o fugitivo terá alegadamente tentado regressar à casa dos pais e foi estrangulado por vizinhos que souberam da sua presença no local.

Wanjala cometeu o primeiro homicídio quando tinha16 anos. Apresentava-se como treinador de futebol para atrair as vítimas para locais isolados. Em alguns locais raptou os jovens e pediu resgates. Os crimes foram cometidos na zona da capital Nairóbi, mas também em zonas do este e oeste do país.

O assassino em série confesso fugiu da prisão na quarta-feira. Os polícias que estavam de serviço foram entretanto acusados de negligência e de auxiliar o suspeito na fuga. Masten Wanjala foi morto dois dias depois.