Internacional

Pelo menos um morto no estado do Lousiana devido ao furacão Ida. Nova Orleães ficou às escuras

30 agosto 2021 8:34

bloomberg/ getty images

A cidade de Nova Orleães ficou completamente às escuras no domingo, depois de graves danos nas ligações elétricas causados pela tempestade que já foi considerada “extremamente perigosa”

30 agosto 2021 8:34

Pelo menos uma pessoa morreu e toda a cidade norte-americana de Nova Orleães ficou completamente às escuras no domingo, depois de graves danos nas ligações elétricas causados pelo furacão Ida, disseram as autoridades locais.

A morte do homem, de cerca de 50 anos, ocorreu no sudeste do estado do Louisiana, aparentemente depois de uma árvore ter caído sobre a sua casa, disseram as autoridades.

Também foram relatados danos "catastróficos" em grande parte dessa área do Louisiana no domingo à noite, após o furacão Ida ter atingido o estado. Toda a cidade de Nova Orleães estava sem energia, disse a companhia de eletricidade da cidade, ameaçando o seu sistema de tratamento de esgotos.

O incidente ocorreu precisamente quando o anoitecer começou a cair sobre a cidade e quando o furacão Ida passou cerca de 50 quilómetros (30 milhas) a oeste da cidade.

Em todo o estado do Louisiana, mais de 780.000 clientes estão sem energia, de acordo com o 'site' especializado Poweroutage.us, embora outros meios de comunicação social coloquem o número de pessoas afetadas em mais de um milhão.

Apagão em Nova Orleães

O furacão Ida provocou um 'apagão' em toda a cidade norte-americana de Nova Orleães, horas depois de ter sido considerada pelas autoridades como uma tempestade “extremamente perigosa”.

O Gabinete de Segurança Interna e Preparação de Emergência da cidade indicou na rede social Twitter que a empresa de energia Entergy confirmou que Nova Orleães está sem energia elétrica, e que a única fonte de energia provém de geradores.

O furacão Ida tocou terra no Louisiana pouco depois do meio-dia de domingo (17h00 em Lisboa), com ventos até aos 240 quilómetros/hora, anunciaram os serviços meteorológicos norte-americanos.

O furacão atingiu terra perto de Fort Fourchon, a sul de Nova Orleães, 16 anos depois de o furacão Katrina ter devastado esta região do sul dos Estados Unidos, provocando mais de 1.800 mortos.

O furacão Ida atingiu a categoria 4, com as autoridades norte-americanas a recearem um efeito devastador, o que as levou a procurar assegurar abrigos para as populações deslocadas.

O Ida registou já ventos de cerca de 280 km/h, quando a tempestade estava concentrada a cerca de 280 quilómetros a sudeste da costa de Houma, no Louisiana.

Os hospitais de Nova Orleães enfrentam a tempestade já com as camas quase em lotação máxima devido à pandemia da covid-19, existindo o receio de que os abrigos para aqueles que fogem ao Ida possam representar um risco adicional para novas infeções.