Internacional

Nova Orleães prepara-se para a chegada de um furacão "extremamente perigoso", 16 anos após o Katrina

29 agosto 2021 0:09

national hurricane center

Joe Biden aconselhou os habitantes daquele estado a prestarem atenção e a estarem preparados. Muitos já estão a abadonar a zona. O furacão Ida espera-se de nível 4 quando atingir a costa norte do Golfo, este domingo. Há exatamente 16 anos, o Katrina, de nível 3, atingiu a mesma zona

29 agosto 2021 0:09

O furacão Ida prepara-se para atingir este domingo a costa do Louisiana, nos Estados Unidos, projetado para chegar como uma tempestade de categoria 4, a segunda mais alta na escala de Saffir-Simpson.

As autoridades do estado do Louisiana e de outras áreas da costa do Golfo dos EUA foram intensificando os avisos emitidos ao longo deste sábado, alertando que o furacão deverá atingir a cidade de Nova Orleães na tarde deste domingo, exatamente 16 anos depois do Katrina (categoria 3), com previsões de ventos de até 210 km/h.

Pouco antes de a tempestade atingir o status de categoria 2, no Golfo do México, a presidente da Câmara de Nova Orleães aconselhou a evacuarem as suas casas todos os moradores que vivem fora das áreas protegidas de Nova Orleães e em cidades costeiras sujeitas a inundações, como Grand Isle. "O tempo não está do nosso lado", disse LaToya Cantrell.

Como reflexo, milhares de pessoas têm saído daquela zona. Filas de carros têm entupido as principais artérias.

"Espera-se que o Ida seja um furacão extremamente perigoso quando se aproximar da costa norte do Golfo, no domingo", disse o Centro Nacional de Furacões dos EUA.

John Bel Edwards, governador do Estado do Louisiana, também se manifestou, preparando os habitantes para “um aniversário muito difícil" e Joe Biden aprovou assistência federal de emergência para o Louisiana e outros estados do sul que serão atingidos pela tempestade.

Para complicar as contas, os hospitais de Nova Orleães vivem uma situação particularmente difícil, com os pacientes infetados com covid-19, e temem cortes prolongados de energia.

As previsões apontam para que entre nos Estados Unidos exatamente quando a cidade estará a reviver o 16º aniversário do furacão Katrina, outra tempestade devastadora que atingiu várias áreas da costa do Golfo, matou mais de 1.800 pessoas e destruiu centenas de milhares de casas. O Katrina chegou ao Louisiana em 2005 como uma poderosa tempestade de categoria 3 - menos forte do que a projetada para o furacão Ida.

Segundo anuncia a CNN, nesta fase, a horas de se esperar atingir a costa dos Estados Unidos, já não é expectável que o furacão desça da categoria 4.

Já quando o mesmo furacão atingiu Cuba, com uma tempestade de categoria 1, os ventos máximos atingiram 128 km por hora e foi capaz de danificar telhados e derrubar árvores, bem como danificar linhas de energia e causar cortes generalizados de luz.