Internacional

Chuvas fortes e inundações atingem norte da Turquia com registo de feridos e desaparecidos

11 agosto 2021 17:49

anadolu agency/getty images

As inundações foram registadas nas províncias costeiras do mar Negro de Bartin, Kastamonu e Sinop

11 agosto 2021 17:49

Chuvas fortes atingiram esta quarta-feira de madrugada o norte da Turquia e provocaram inundações e deslizamentos de terra, anunciaram as autoridades locais, confirmando que pelo menos uma mulher está desaparecida e o registo de vários feridos e de danos materiais.

As inundações foram registadas nas províncias costeiras do mar Negro de Bartin, Kastamonu e Sinop, sendo que nesta última 45 doentes de um hospital tiveram de ser retirados para uma outra unidade hospitalar devido à subida do nível das águas, segundo explicou o ministro da Saúde turco, Fahrettin Koca.

Este novo desastre natural acontece numa altura em que a Turquia ainda está a lidar com os grandes incêndios que deflagraram no fim de julho, agravados por uma vaga de calor, na região sul do país, zona fortemente ligada ao turismo, que fizeram pelo menos oito mortos, mataram inúmeros animais e obrigaram à retirada de milhares de pessoas.

Segundo as agências internacionais, a província de Kastamonu será a zona mais atingida pelas cheias, nomeadamente a cidade de Bozkurt, onde o nível das águas subiu significativamente e dezenas de carros foram arrastados por enxurradas. "Em 10 minutos, tudo estava inundado", relatou o proprietário de um restaurante local, em declarações via telefone a uma estação de televisão turca.

Não existem, até ao momento, informações sobre possíveis vítimas mortais em Kastamonu, onde várias pessoas procuraram refúgio nos telhados das casas e dos edifícios e aguardam as equipas de resgate.

Helicópteros das forças de segurança turcas estão a ser destacados para a região para reforçar as operações de busca e resgate, segundo avançou, por sua vez, o ministro do Interior, Suleyman Soylu, que irá deslocar-se até Kastamonu.

"A água atingiu três ou quatro metros de altura em alguns locais e as pessoas refugiaram-se nos telhados dos edifícios", acrescentou o ministro, em declarações à comunicação social.

Na província de Bartin, a rápida subida das águas destruiu várias casas e pelo menos duas pontes, bem como causou o colapso parcial de uma estrada que faz a ligação com a província vizinha de Karabuk, informou a agência de notícias privada turca DHA. Pelo menos 13 pessoas ficaram feridas quando parte de uma ponte cedeu, divulgou, por seu lado, a agência turca de gestão de catástrofes e de emergências.

Já a agência noticiosa estatal turca Anadolu relatou que as equipas de emergência resgataram pelo menos 15 pessoas que estavam retidas nas respetivas casas ou veículos. Ainda nesta província, na localidade de Akorensokuler, uma mulher octogenária está dada como desaparecida.

O Ministério do Interior turco informou que a mulher terá sido arrastada por uma enxurrada depois da sua casa não ter resistido à força das águas e ter desabado. Muitas das áreas afetadas ficaram sem eletricidade. Estas inundações foram provocadas por chuvas fortes que começaram na noite de terça-feira e que continuaram durante a madrugada.

A Turquia tem sido atingida nos últimos meses por vários desastres naturais, nomeadamente secas e incêndios florestais, com os peritos a argumentaram que estes fenómenos climáticos extremos estão relacionados, direta e indiretamente, com o aquecimento global.