Internacional

Juan Carlos desapareceu da Casa Real. A última vez que foi visto deixou Espanha a pensar se a monarquia vale mesmo a pena

5 agosto 2020 15:46

Filipe VI e Juan Carlos I numa entrega de prémios desportivos em Madrid, em 2019

carlos alvarez/getty images

Acossado por alegações de irregularidades financeiras, o rei emérito abandonou o país para permitir que o seu sucessor no trono espanhol exerça “as suas responsabilidades” sem a sombra do passado do pai. A eventual passagem e permanência de Juan Carlos em Portugal tem dado muito que falar deste lado da fronteira. Do lado de lá, tenta perceber-se se a monarquia sai reforçada ou enfraquecida do autoexílio e se haverá ímpetos republicanos

5 agosto 2020 15:46

O último ato que se conhece de Juan Carlos I foi a carta enviada ao filho Filipe VI, o seu sucessor e atual monarca. Nela, o rei emérito anunciava a decisão de se afastar de Espanha perante a “repercussão pública” de “certos eventos do passado” e com o objetivo de ajudar o filho “a exercer as suas responsabilidades”. Desde então, Juan Carlos encontra-se em parte incerta, apesar dos alegados exílios no Estoril ou na República Dominicana.