Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Berlim. Agressões xenófobas contra menores imigrantes

Um homem agrediu com socos na cara duas adolescentes sírias e uma mulher ameaçou uma criança de 12 anos com uma seringa.

A polícia de Berlim investiga dois casos de agressões alegadamente xenófobas contra uma menina de 12 anos e duas adolescentes de 15 e 16, todas imigrantes muçulmanas. A notícia foi revelada este domingo pela imprensa alemã e os dois casos registaram-se na passada sexta-feira, ao fim da tarde.

Num dos casos, ocorrido no bairro de Marzhan, no leste da capital alemã, um desconhecido agrediu com socos na cara duas sírias de 15 e 16 anos, fugindo depois do local.

Segundo a polícia citada pela imprensa, o homem “insultou as duas raparigas com comentários contra estrangeiros” antes de as agredir. As duas raparigas foram assistidas num hospital.

No outro caso, no bairro de Neukölln, no sul de Berlim, uma mulher não identificada tentou arrancar o lenço a uma menina de 12 anos, puxando-lhe os cabelos e gritando insultos xenófobos.

A agressora terá também ameaçado a rapariga com spray de pimenta e “tentou várias vezes picá-la com uma seringa que parecia conter sangue”, segundo um comunicado da polícia. A mulher fugiu do local antes da chegada da polícia.

O discurso anti-imigração cresceu consideravelmente na Alemanha depois da decisão da chanceler alemã, Angela Merkel, de acolher refugiados no pico da crise migratória na Europa de 2015.

Em 2015 e 2016, entraram na Alemanha cerca de um milhão de refugiados, provenientes principalmente da Síria, Iraque e Afeganistão.