Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Zimbabwe. Dois carros, uma casa e porcos comprados com dinheiro roubado ao ex-Presidente Mugabe

Robert Mugabe e a sua mulher, Grace

SIPHIWE SIBEKO/REUTERS

Uma mala com 150 mil dólares foi roubada da casa de campo do antigo chefe de Estado. Uma parente de Mugabe está entre os acusados. Constantia teria as chaves da propriedade e terá dado acesso aos outros. Após o incidente, um deles comprou “um Toyota Camry e uma casa por 20 mil dólares”, enquanto outro comprou “um Honda e gado, incluindo porcos”

Três pessoas foram presentes a tribunal na quarta-feira no Zimbabwe, acusadas de terem roubado uma mala, contendo 150 mil dólares em dinheiro, do antigo Presidente Robert Mugabe. Os alegados ladrões terão gasto o montante na compra de carros, casas e animais.

Uma parente do ex-chefe de Estado, Constantia Mugabe, está entre os acusados. Ela teria as chaves de uma casa de campo de Mugabe e terá dado acesso aos outros.

No momento do roubo, que terá acontecido entre o início de dezembro e o início de janeiro, os outros suspeitos trabalhavam na limpeza de casas. Após o incidente, um deles comprou “um Toyota Camry e uma casa por 20 mil dólares”, enquanto outro comprou “um Honda e gado, incluindo porcos”, segundo os procuradores.

Afastado do poder após quase quatro décadas

Os três suspeitos foram libertados sob fiança e, segundo a agência de notícias AFP, há ainda um quarto que continua a monte. Não é ainda claro se Mugabe estava em casa quanto esta foi assaltada.

Atualmente com 94 anos, o antigo Presidente foi forçado a abandonar o cargo em 2017 pelos militares. Esteve no poder durante 37 anos, primeiro como primeiro-ministro e depois como Presidente. Mugabe foi acusado de desfrutar de um estilo de vida faustoso enquanto o Zimbabwe entrava em colapso económico.

Nos últimos tempos, Mugabe tem sentido dificuldades a andar e passou meses em Singapura para tratamento médico.