Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Polícia australiana detém homem que terá enviado pacotes suspeitos para missões diplomáticas

O homem, que deverá ser presente a tribunal esta quinta-feira, foi acusado de ter enviado artigos perigosos para transporte por um serviço postal e arrisca-se a uma pena de 10 anos de prisão. Equipas de emergência foram mobilizadas para dependências da Coreia do Sul, EUA, Espanha, França, Grécia, Índia, Itália, Nova Zelândia, Paquistão, Reino Unido e Suíça

A polícia australiana prendeu um homem que terá enviado 38 pacotes suspeitos para consulados e embaixadas em Camberra, Melbourne e Sydney. O homem deverá ser presente a tribunal esta quinta-feira.

Equipas de emergência foram chamadas a várias missões diplomáticas na quarta-feira. Segundo relatos, alguns dos pacotes enviados continham amianto. Não há registo de danos humanos e a situação não representa uma ameaça para a população, revelou a polícia federal australiana.

O homem de 48 anos foi acusado de ter enviado artigos perigosos para transporte por um serviço postal, um crime que pode levar a uma pena máxima de 10 anos de prisão. Suspeita-se que os pacotes contenham uma substância não identificada com origem na casa do homem em Shepparton. “Estão a ser realizados testes forenses para determinar a composição exata do material”, disse a polícia.

De acordo com os media australianos, as equipas de emergência foram mobilizadas para missões diplomáticas da Coreia do Sul, EUA, Espanha, França, Grécia, Índia, Itália, Nova Zelândia, Paquistão, Reino Unido e Suíça.

Consulado de Portugal encerrado. Embaixada em Camberra não presta declarações

O consulado de Portugal funciona em Melbourne mas encontra-se encerrado até 21 de janeiro, segundo uma mensagem automática disponibilizada a quem tenta contactar telefonicamente aquele serviço.

Vários órgãos de comunicação social locais e internacionais estão a noticiar que o incidente também se verificou nalgumas embaixadas na capital australiana, Camberra. Contactada pela agência Lusa, a embaixada de Portugal em Camberra escusou-se a prestar qualquer informação.

Os incidentes acontecem depois de um pacote suspeito ter sido intercetado no consulado argentino em Sydney, na segunda-feira, a partir do qual a polícia recolheu uma amostra de uma substância para testes. Os resultados ainda não foram divulgados.