Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Mais de 1.200 cidadãos estrangeiros expulsos de Angola na última semana

Cidadãos estrangeiros foram expulsos por “decisão judicial e administrativa”. Outras centenas de pessoas foram detidas por “permanência e auxílio à imigração ilegal”

O Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) de Angola expulsou, na última semana, 1.224 cidadãos estrangeiros, por "decisão judicial e administrativa", e deteve 763 pessoas por "permanência e auxílio à imigração ilegal", anunciou hoje fonte oficial.

Segundo O relatório semanal de ocorrências do SME referente ao período de 14 a 21 de dezembro, enviado hoje à agência Lusa, em Luanda, nesse referido período foram igualmente notificados e "convidados a abandonar" o país 29 cidadãos estrangeiros por "permanência ilegal".

O relatório adianta que, durante a última semana, foi "recusada" a entrada no país e, "consequentemente reembarcados", 26 cidadãos de diversas nacionalidades, a maioria por "falsificação" de documentos de viagem.

As autoridades angolanas dão conta também de que foram impedidos de sair de Angola 26 cidadãos nacionais, entre eles, 10 por falta de meios de subsistência, cinco por falta de autorização de saída dos progenitores, dois por esgotamento de páginas do passaporte e nove por caducidade do cartão de residência.

Quanto ao movimento migratório, o SME registou a entrada de 29.325 passageiros de diversas nacionalidades, 16.222 deles, nacionais e os restantes estrangeiros, e a saída de 38.725 passageiros, 16.055 deles angolanos.

O Serviço de Migração e Estrangeiros de Angola aplicou ainda 55 multas a cidadãos de diversas nacionalidades e a 12 empresas.