Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Alexander Stubb quer ser presidente da Comissão Europeia para “acabar com as divisões entre o este e o oeste e entre o norte e o sul”

THIERRY CHARLIER/GETTY IMAGES

Alexander Stubb já tinha anunciado que pretendia candidatar-se à liderança da Comissão Europeia mas só esta terça-feira formalizou a candidatura

O antigo primeiro-ministro finlandês Alexander Stubb anunciou esta terça-feira que pretende substituir Jean-Claude Juncker na presidência da Comissão Europeia, em 2019.

Numa carta enviada aos membros do Partido Popular Europeu e à qual o “POLITICO” teve acesso, Stubb diz querer acabar com as “divisões desnecessárias que existem entre o este e o oeste e entre o norte e o sul”. “Acredito mais do que nunca que precisamos de reforçar a defesa dos valores europeus. O nosso ADN ideológico baseia-se no respeito pela dignidade humana, liberdade, democracia, igualdade, Estado de direito e direitos humanos”, lê-se ainda na carta.

Alexander Stubb já tinha anunciado que pretendia candidatar-se à liderança da Comissão Europeia mas só esta terça-feira formalizou a sua candidatura em Estrasburgo. Na carta, o ministro finlandês também destaca a sua experiência na academia e serviço civil, bem como os “quatro anos que esteve no Parlamento Europeu” e os “oito anos no governo”, que lhe deram “uma grande experiência legislativa e executiva”.

Stubb foi recentemente nomeado vice-presidente do Banco de Investimento Europeu mas já disse que irá tirar cinco semanas de licença para poder preparar a sua candidatura.