Projetos Expresso

Covid-19: o que pensam os portugueses?

16 janeiro 2023 17:01

De recordar que, segundo o estudo, 96% da população prevê que haja mais pandemias no futuro

Dia 19, por volta das 10h, será discutido um estudo realizado para perceber quais são as perceções dos portugueses relativamente à pandemia, desde a vacinação às sequelas, passando pela resposta dada - durante a altura mais crítica - pelos nossos serviços de saúde

16 janeiro 2023 17:01

Segundo noticiou o Jornal Expresso, no dia 6 de janeiro, apenas 7% dos portugueses acreditam que o país está preparado para novas pandemias. Esta é uma das conclusões mais sonantes do “Estudo sobre covid-19”, que reuniu num único documento as perceções dos cidadãos sobre a pandemia.

Para discutir os resultados, o Expresso convidou quatro especialistas na matéria para uma conversa que permitirá saber qual foi o real impacto que a pandemia causou aos portugueses, quais os dados mais surpreendentes derivados do estudo e o que o país aprendeu durante estes quase três anos atípicos.

“Aprendemos muito durante esta época, mas preparados a 100% nunca estaremos”, explica Joaquim Oliveira, presidente da Sociedade Portuguesa de Doenças Infecciosas e Microbiologia Clínica (SPDIMC)

As sequelas deixadas pela pandemia mudaram a forma como olhamos, por exemplo, para a saúde mental? O que pode o país fazer para se preparar para situações semelhantes? Confiam os inquiridos no nosso sistema de saúde? Estas e outras perguntas serão respondidas durante a sessão que conta com o apoio da Sociedade Portuguesa de Doenças Infecciosas e Microbiologia Clínica e da Gilead.

42%

dos inquiridos admite ter tido sequelas psicológicas

Covid-19: o que pensam os portugueses?

O que é?

O debate centra-se na análise do “Estudo sobre covid-19”, realizado pela GfK Metris em exclusivo para o Expresso e que contou com mais de mil inquiridos, de diversas faixas etárias, oriundos de norte a sul do país. A perceção dos cidadãos é o espelho de como a sociedade portuguesa viveu a pandemia e como a encara nos dias de hoje

Quando, onde e a que horas?

Dia 19 de janeiro, quinta-feira, no edifício do Grupo Impresa, às 10h

Quem vai estar presente?

  • Xavier Barreto, Presidente da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares
  • Joaquim Oliveira, Presidente, Sociedade Portuguesa de Doenças Infecciosas e Microbilogia Clínica
  • Gustavo Tato Borges, Presidente, Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública
  • Luís Filipe Barreira, Vice-Presidente do Conselho Diretivo, Ordem dos Enfermeiros

Por que razão é que este tema é tão central?

Porque a pandemia causada pela covid-19 alterou drasticamente a forma como nos comportamos e como encaramos as doenças, a vacinação e os nossos cuidados de saúde. O legado deixado impactou a vida de todos a nível global e é preciso saber quais foram as sequelas mais marcantes e perceber, igualmente, se o país está preparado para operar em cenários similares no futuro

Onde posso ver?

Simples, basta clicar AQUI