Empresas

Lucro da Johnson & Johnson caiu 14,1% em 2022

24 janeiro 2023 12:56

dado ruvic/reuters

O lucro da farmacêutica Johnson & Johnson caiu 14,1% no ano passado. As receitas cresceram pouco mais de 1%, mas no último trimestre caíram 4,4%, em parte devido à menor venda de vacinas contra a covid-19

24 janeiro 2023 12:56

A farmacêutica e multinacional de produtos de higiene Johnson & Johnson anunciou, esta terça-feira, um lucro de 17,9 mil milhões de dólares (cerca de 16,45 mil milhões de euros à taxa de câmbio atual) em 2022, uma queda de 14,1% face ao ano anterior.

Só no último trimestre, o lucro caiu 25,7%, para 3520 milhões de dólares (3235 milhões de euros).

As receitas, no ano passado, cresceram 1,3%, para 94,9 mil milhões de dólares (87,2 mil milhões de euros), ainda que tenham caído 4,4% no quartro trimestre face a igual período de 2021, para 23,7 mil milhões de dólares (21,8 mil milhões de euros). No último trimestre as vendas caíram, em parte, devido a uma redução nas vendas das vacinas contra a covid-19.

No total do ano, foi nos Estados Unidos que a empresa registou o maior valor em vendas (mais de metade do total) e até houve um crescimento de 3%, face a 2021. Mas no resto do mundo as vendas caíram 0,6%.

Por segmento de negócio, é na área de farmacêutica que a empresa mais vende (mais de 50 mil milhões de dólares), seguindo-se tecnologias médicas e só depois a cosmética.

O presidente executivo da multinacional, Joaquín Duato, elogiou os resultados anuais, apesar dos "desafios macroeconómicos".