Energia

Preço médio semanal da ERSE desce 0,9% para a gasolina e 0,1% para o gasóleo

Preço médio semanal da ERSE desce 0,9% para a gasolina e 0,1% para o gasóleo

O preço médio semanal desceu em 0,9% para a gasolina e em 0,1% para o gasóleo. Para a semana de 27 de março a 02 de abril o preço fica nos 1,654 euros por litro na gasolina e nos 1,573 euros no gasóleo

O preço médio semanal, calculado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), desceu, face à semana passada, em 0,9% para a gasolina e em 0,1% para o gasóleo, segundo um relatório divulgado.

De acordo com o regulador, o preço eficiente registou uma atualização, face à semana passada, "de +0,9%, para a gasolina e de -0,1% para o gasóleo", tendo em conta "a variação semanal das cotações internacionais da gasolina 95 simples em +2,2% e do gasóleo simples em -0,2%", destacou.

A ERSE revelou ainda, no relatório semanal Combustíveis Supervisão de Preços que, para a semana de 27 de março a 02 de abril, "o preço eficiente antes de impostos é de 0,830 euros por litro para a gasolina 95 simples e de 0,908 euros/l para o gasóleo simples", sendo que, após impostos, o preço "fica nos 1,654 Euro/l, para a gasolina 95 simples, e nos 1,573 Euro/l para o gasóleo simples".

Por outro lado, em relação à semana anterior, a ERSE indicou que a média dos preços de venda ao público anunciados nos pórticos, e reportada no Balcão Único da Energia, "esteve 7,1 cêntimos/l acima do preço eficiente, dessa semana, no caso da gasolina 95 simples, e 1,8 cêntimos/l, acima no caso do gasóleo simples".

Assim, em termos percentuais, "a gasolina 95 simples foi anunciada nos pórticos 4,1% acima do Preço Eficiente e o gasóleo simples foi anunciado 1,1% acima do Preço Eficiente".

O preço eficiente é um preço médio semanal determinado pela ERSE, que resulta da soma de vários fatores: os "preços dos combustíveis nos mercados internacionais de referência e os respetivos fretes marítimos, a logística primária, incluindo nesta parcela as reservas estratégicas e de segurança do Sistema Petrolífero Nacional, os sobrecustos com a incorporação de biocombustíveis e a componente de retalho acrescida dos impostos respetivos".

O regulador sublinhou que "na semana de 13 a 17 de março verificou-se um desfasamento entre as cotações internacionais da gasolina no referencial Argus Media, utilizadas para o cálculo do preço eficiente, e as cotações internacionais da gasolina no referencial Platts, tipicamente utilizadas pela indústria nas transações comerciais e atualização semanal dos preços de pórtico".

Assim, embora os dois referenciais apresentem valores historicamente próximos, nalguns períodos, como o daquela semana, observam-se desvios pontuais, o que explica o desvio verificado para a gasolina 95 simples identificado.

Ainda relativamente à semana anterior, no que respeita aos preços com descontos, publicados pela Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG), "a gasolina 95 simples apresentou um desvio de +0,9% face ao preço eficiente e o gasóleo simples de -4,1%".

Segundo a ERSE, "em termos absolutos, estas estimativas situam-se, para a gasolina 95 simples, em +1,5 cêntimos/l acima, e para o gasóleo simples, em -6,3 cêntimos/l abaixo, dos respetivos preços eficientes", justificando-se os desvios com o desfasamento entre as cotações internacionais, anteriormente referido.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: clubeexpresso@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas