Energia

Procura pelos simuladores da ERSE mais do que duplicou em 2022

Procura pelos simuladores da ERSE mais do que duplicou em 2022
Foto Getty Images

Os simuladores da ERSE, entidade reguladora do setor energético, registaram 3,2 milhões de visualizações em 2022, mais 118% que em 2021

Os simuladores e as ferramentas informativas da ERSE - Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos registaram, no ano passado, 3,2 milhões de visualizações e 720 mil utilizadores, o que representa um aumento de 118% e 384% face a 2021, respetivamente, anunciou a reguladora em comunicado, divulgado esta terça-feira.

O simulador de preços de energia, que compara todas as ofertas comerciais disponíveis para os consumidores de eletricidade e de gás natural, voltou a ser a ferramenta mais utilizada pelos consumidores. Neste simulador, que reúne informação de mais de 670 tarifários, contabilizaram-se quase 2,8 milhões de simulações, de cerca de 424 mil utilizadores.

Quanto ao simulador de potência contratada, que ajuda os consumidores de eletricidade na escolha do escalão de potência contratada que mais se adequa às suas necessidades de consumo, este contabilizou, no ano passado, quase 89 mil simulações, por cerca de 42 mil utilizadores.

Já o simulador de rotulagem, que permite conhecer as fontes de energia para cada uma das ofertas comerciais presentes no simulador de preços de energia, registou 10.376 simulações, vindas de cerca de 1500 utilizadores.

O simulador da taxa ocupação de subsolo (TOS) permite aos consumidores estimarem os custos associados a esta taxa, cobrada pelo respetivo município. Nesta ferramenta foram efetuadas 1136 simulações por 936 utilizadores.

Em 2022 foram ainda lançadas duas novas ferramentas informativas: a lista interativa de ofertas comerciais e a lista interativa dos comercializadores de último recurso de gás natural por zona geográfica.

A primeira “permite consultar todos os preços das ofertas comerciais de energia disponíveis no mercado, de forma rápida e simples, sem a necessidade de realizar uma simulação de preços ou introduzir dados, tendo registado o ano passado quase 21 mil utilizações por cerca de 15 mil utilizadores”.

Já a segunda "possibilita aos consumidores conhecerem o seu Comercializador de Último Recurso (CUR) em função da sua área geográfica de residência" e contou com quase 312 mil utilizações por parte de cerca de 239 mil consumidores.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: rrrosa@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas