Economia

Quase 2,7 milhões de contribuintes já submeteram as declarações de IRS. No ano passado foram entregues quase o dobro

Quase 2,7 milhões de contribuintes já submeteram as declarações de IRS. No ano passado foram entregues quase o dobro
José Caria

Os contribuintes entregaram quase 2,7 milhões de declarações de IRS desde que arrancou a campanha deste ano, no início de abril, o que corresponde a cerca de metade das que foram entregues no ano passado

Até à uma hora desta madrugada foram submetidas 2.682.014 declarações de IRS, de acordo com os dados disponíveis no Portal das Finanças. Neste total, há 2.083.056 que correspondem a pessoas que em 2022 tiveram apenas rendimentos de trabalho dependente e/ou de pensões.

Desde o início deste mês foram também já entregues 598.958 declarações de contribuintes com outras tipologias de rendimentos e que, até há uns anos, se enquadravam na chamada segunda fase do IRS.

Estes quase 2,7 milhões correspondem a cerca de metade das 5.575.084 declarações de IRS (relativas aos rendimentos de 2021) que os contribuintes entregaram no ano passado, segundo as estatísticas do IRS recentemente divulgadas.

De ressalvar que a diferença entre o número de declarações consideradas para efeitos das estatísticas do IRS num determinado ano e o número das que surgem como submetidas no Portal das Finanças está relacionada com o facto de nestes segundos dados se incluírem declarações de substituição e relativas a rendimentos de outros anos.

O prazo para a entrega da declaração anual do IRS decorre até 30 de junho. Ao contrário do que tem sucedido em anos anteriores, desta vez não se registaram alterações em relação ao tipo de contribuintes abrangido pelo IRS automático.

Num comunicado emitido em 13 de abril, o Ministério das Finanças referia que os primeiros reembolsos chegariam nesse dia à conta dos contribuintes.

Em 2022 e segundo os dados da execução orçamental publicados pela Direção-Geral do Orçamento, os reembolsos do IRS ascenderam a 3.523,5 milhões de euros, mais 683,5 milhões de euros do que no ano anterior.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: clubeexpresso@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas