Economia

PwC deixa de auditar Evergrande

17 janeiro 2023 8:00

jack taylor/getty images

A PwC terminou o trabalho como auditora da imobiliária chinesa Evergrande, na sequência de divergências relativas às contas de 2021. Evergrande vai nomear a Prism como auditora

17 janeiro 2023 8:00

A gigante endividada chinesa Evergrande revelou, esta terça-feira, que a empresa de contabilidade global PwC renunciou às funções de auditora, devido a opiniões divergentes sobre documentos financeiros de 2021 da empresa, noticia o “Financial Times”.

A carta de rescisão foi enviada ao conselho da Evergrande na segunda-feira. O problema é que esta mudança pode complicar as recentes negociações da empresa com investidores.

A Evergrande tem sucessivamente falhado prazos para apresentar o plano de reestruturação. A empresa tem-se reunido com investidores desde a semana passada em Hong Kong para os pôr a par sobre o seu progresso.

Os desacordos entre a PwC e a Evergrande incluem o cronograma e o trabalho em relação à avaliação da "base de continuidade e implicações da divulgação relevante" da Evergrande.

A PwC observou que a Evergrande não liquidou certos empréstimos e outros passivos com juros devidos na data acordada, acrescentando que não recebeu detalhes sobre a investigação conduzida por um comité independente sobre a garantia de depósito relacionada com a unidade de veículos elétricos da empresa, indica o jornal.

A Evergrande disse que vai nomear a Prism como o seu novo auditor até à conclusão da próxima assembleia anual de acionistas.

A Evergrande e a PwC são investigadas desde 2021 pelo Conselho de Contabilidade e Relatórios Financeiros, regulador de auditoria de Hong Kong, devido às contas de 2020 da empresa imobiliária.