Economia

Redução de cortes para 20% abre porta ao diálogo na TAP

14 janeiro 2023 17:59

Gestão mais disponível para negociar. Anúncio de greve recebido com apreensão pelos restantes sindicatos

14 janeiro 2023 17:59

A administração da TAP começou a ceder. Está disponível — noticiou o “ECO” — para diminuir os cortes salariais aplicados aos trabalhadores da empresa de 25% para 20% em 2023. E subir para €1520 (dois salários mínimos) a remuneração que fica isenta de cortes. Uma notícia entendida como um sinal de vontade de negociar e tornada pública um dia depois da primeira reunião com o novo ministro das Infraestruturas, João Galamba.

A redução dos cortes sala­riais para 20% tinha sido uma linha vermelha traçada por alguns sindicatos, nomeadamente o SITAVA, que criticou duramente a denúncia do acordo de empresa por parte da gestão da TAP no final do ano. Uma decisão da administração que foi mal recebida pelo influente sindicato.