Economia

Fundo de pensões do BCP compra edifício em Lisboa

10 janeiro 2023 11:47

O projeto para o Parque das Nações prevê a construção de 235 habitações, das quais 154 para renda acessível

josé carlos carvalho

Um fundo afiliado da MCAP Global Finance vendeu o Edifício Lisboa, no Parque das Nações, ao fundo de pensões do BCP, gerido pela Ageas – Sociedade Gestora de Fundos

10 janeiro 2023 11:47

O Edifício Lisboa, no Parque das Nações, foi comprado pelo fundo de pensões do BCP (Banco Comercial Português), gerido pela Ageas – Sociedade Gestora de Fundos, foi anunciado esta terça-feira, em comunicado.

De acordo com a nota, o edifício foi vendido por um fundo da MCAP Global Finance, afiliado da empresa de gestão de ativos Marathon Asset Management, L.P, sediada em Nova Iorque. O negócio foi mediado pela consultora imobiliária CBRE, “que foi mandatada pelo proprietário para lançar, gerir e concluir o processo de alienação do imóvel, num mandato exclusivo”.

A nível jurídico, a transação contou com o apoio da PLEN Sociedade de Advogados, que reprsentou o proprietário, e a Sérvulo & Associados – Sociedade de Advogados, que representou o BCP. “A Howden M&A assessorou a negociação e contratação dos seguros de M&A [fusões e aquisições]”, indica ainda a nota.

Gilles Emond, da Ageas – Sociedade Gestora de Fundos, considera que o edifício em causa “foi uma grande oportunidade para aplicar capital de forma segura”.

O valor do negócio não foi revelado.

O Edifício Lisboa é um edifício de uso misto, de retalho e escritórios, com cerca de 7300 metros quadrados distribuídos por cinco pisos e ainda 105 lugares de estacionamento na cave.

Está junto ao Oceanário e a componente de retalho está atualmente toda destinada à restauração.