Economia

Crescimento das importações e exportações abrandou em novembro

9 janeiro 2023 11:39

foto getty images

As exportações portuguesas em novembro cresceram 18,9% em termos homólogos, acima dos 16,2% das importações. Mas em ambos os casos houve um abrandamento em relação aos números registados em outubro

9 janeiro 2023 11:39

Em novembro, as exportações e as importações de bens aumentaram 18,9% e 16,2%, respetivamente, face ao período homólogo, segundo os dados do comércio internacional de bens do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados esta segunda-feira. Os números representam um abrandamento face a outubro, quando as exportações e as importações cresceram 21,1% e 26%, respetivamente.

De acordo com o gabinete estatístico, esta variação reflete “uma desaceleração dos preços", uma vez que os índices de valor unitário (preços) registaram subidas homólogas de 13% nas exportações e 14,1% nas importações (14,5% e 14,2%, pela mesma ordem em outubro).

O INE destaca “os aumentos nas exportações e importações de material de transporte (22,2% e 35,6%, respetivamente) e de combustíveis e lubrificantes (100,4% e 36%, pela mesma ordem) e nas exportações de máquinas e outros bens de capital (30,9%)".

Sem a categoria dos combustíveis e lubrificantes, as exportações e as importações aumentaram 15,5% e 13,5%, respetivamente.

No mês em análise, “o défice da balança comercial agravou-se em 198 milhões de euros face a novembro de 2021, atingindo 2433 milhões de euros”.

Nos três meses terminados em novembro, as exportações aumentaram 21,5% e as importações 23,8%, em relação ao mesmo período de 2021.