Economia

Como a greve nos portos faz subir os preços

5 janeiro 2023 13:04

rui duarte silva

Entre a paragem forçada dos navios e saltos nas escalas previstos há atrasos nas cargas e descargas e há custos acrescidos que podem chegar ao consumidor final

5 janeiro 2023 13:04

Ao largo de Leixões, na segunda-feira, dia de greve nos portos, “havia 14 navios à espera de luz verde para entrar”, diz ao Expresso Mário Sousa, diretor da Comunidade Portuária do Douro e Leixões. “O custo de ter um navio parado é enorme. Varia entre os €25 mil e os €80 mil por dia, dependendo do porte e das condições de frete”, sublinha ao Expresso antes de adiantar que “entre as 24h e as 8h, fora do período de greve, tem havido trabalho noturno para reduzir atrasos, mas isso também traz custos suplementares, como horas extraordinárias que acabarão por ter impacto no preço final dos produtos”.