Economia

Dificuldades no crédito fazem aumentar tempo médio de venda das casas

1 janeiro 2023 9:37

Elisabete Soares

Em Lisboa, o tempo médio de venda de uma casa é mais curto, seguindo-se o Porto e o Algarve

getty images

O tempo médio de venda no primeiro semestre de 2022, estimado em 90 dias, aumentou ligeiramente

1 janeiro 2023 9:37

Elisabete Soares

A maior morosidade na aprovação dos créditos bancários está a provocar um ligeiro aumento do tempo médio de venda das casas, que no primeiro semestre deste ano era, em média, de 90 dias. Embora a escassez de habitação continue a ser problemática, os profissionais a atuar no mercado confirmam ao Expresso que as maiores dificuldades na obtenção de crédito — devido às condições mais apertadas por parte das entidades bancárias — são agora um dos grandes entraves na concretização de mais operações.

Guilherme Grossman, responsável da rede de mediação eXp, confirma o “aumento ligeiro” do período de venda, “sobretudo porque os finan­ciamentos estão a demorar mais tempo a ser aprovados”. E acrescenta que “neste momento sentimos que a procura ainda se mantém elevada, mas os clientes estão a analisar melhor as condições”. Destacando o facto de o tempo médio de venda de um imóvel estar diretamente relacionado com o volume de procura, alerta que “em Lisboa o período é mais curto, cerca de dois a quatro meses, seguida do Porto, Algarve e Madeira”.