Economia

Dormidas em alojamentos turísticos em novembro superaram as de 2019

30 dezembro 2022 11:45

Foram registadas 4,2 milhões de dormidas e 1,7 milhões de hóspedes em novembro em Portugal. As dormidas cresceram mais de 4% face a 2019, mas os hóspedes ficaram ainda 1% abaixo

30 dezembro 2022 11:45

Em novembro, o número de dormidas em alojamentos turísticos em Portugal foi 4,2 milhões, superando em 4,3% o número do mesmo mês de 2019 (período pré-pandemia), indicam os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), divulgados esta sexta-feira. Face ao mesmo período do ano passado as dormidas cresceram 19,4%.

No caso dos hóspedes foram registados 1,7 milhões, mais 19,7% que em novembro do ano passado e menos 1% que em novembro de 2019.

No conjunto dos primeiros onze meses do ano, as dormidas aumentaram 89,4% e em comparação com 2019 caíram 1,2%, especialmente devido às dormidas de não residentes (-5,3%), dado que as de residentes cresceram 8,4%.

Segundo o gabinete estatístico, no mês em análise, “o mercado interno contribuiu com 1,3 milhões de dormidas e voltou a registar uma evolução positiva (6,3%), após um decréscimo em outubro (-3,2%)”. Já o mercado externo totalizou 2,9 milhões (26,4%). “Face a novembro de 2019, registaram-se aumentos de 0,8% nas dormidas de residentes e 5,9% nas de não residentes, o que neste último caso corresponde ao maior crescimento face a 2019 desde o início da pandemia”, indica a nota do INE.

Em novembro, o mercado britânico continuou em destaque, correspondendo a 14,7% do total das dormidas de não residentes em Portugal, ainda que tenha ficado 1,8% abaixo do mesmo mês de 2019. O INE destaca ainda o mercado alemão, cujas dormidas aumentaram 2,8%, e o mercado norte-americano por as dormidas terem crescido 42,7% face a novembro de 2019.