Economia

Nova direção da CIP tem novos estatutos para atrair mais setores e grandes empresas

25 dezembro 2022 18:30

Armindo Monteiro quer transformar a CIP em CEP. O objetivo é passar a ter uma confederação mais abrangente

25 dezembro 2022 18:30

No nome, a CIP já é a Confederação Empresarial de Portugal. Segue-se a mudança de sigla, para CEP, de acordo com um modelo alinhado com a prática do associativismo empresarial na Europa e “mais abrangente em termos sectoriais”, explica ao Expresso Armindo Monteiro que na segunda quinzena de março deverá substituir António Saraiva na presidência.

A nova sigla é um dos objetivos que assume, decidido a abrir as portas da confederação a todos os sectores, “sem disputar associados com estruturas congéneres”, mas “atraindo quem ainda não está em nenhuma. Além do mais, hoje é difícil criar barreiras entres sectores. No agroalimentar, por exemplo, é difícil criar limites entre o que é agricultura, transformação e indústria, comércio ou distribuição”, diz para justificar a decisão de fazer da CEP “aglutinadora de empresas, com um âmbito alargado e não apenas industrial”.