Exclusivo

Economia

Energia: descubra quais os distritos mais avançados e mais atrasados na contagem inteligente

Energia: descubra quais os distritos mais avançados e mais atrasados na contagem inteligente
Alex Iby

Todo o país terá de estar coberto com contadores inteligentes de eletricidade até final de 2024, mas atualmente há um terço dos clientes que continuam a não ter estes equipamentos. O mapa do país revela os contrastes regionais no ritmo de digitalização da rede elétrica

Até ao final de 2024 todos os consumidores de eletricidade em Portugal terão de ter um contador inteligente, que permita ao operador da rede de distribuição saber, em tempo real, quanto está a ser consumido em cada ponto de entrega, e fazer uma gestão mais eficiente da rede. Mas a contagem inteligente poderá ser também usada em benefício do consumidor… desde que tenha não só um contador inteligente, mas também, e principalmente, acesso aos dados que este recolhe. Só que para já o país continua a ter grandes assimetrias na cobertura das redes inteligentes. Os dados da E-Redes, concessionária da distribuição de eletricidade em Portugal Continental, mostram que os 79% de cobertura no distrito de Évora, por exemplo, contrastam com os menos de 52% em Viana do Castelo.

Artigo Exclusivo para assinantes

Assine já por apenas 1,63€ por semana.

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para continuar a ler

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: mprado@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas