Economia

Mais de metade dos trabalhadores diz já ter sido discriminada

26 novembro 2022 15:21

Idade, vínculo laboral e qualificação são apontados pelos profissionais portugueses como os principais fatores de discriminação laboral

thomas barwick/getty images

A lei proíbe-o, mas em Portugal 55% dos profissionais dizem já ter sido alvo de algum tipo de discriminação laboral, avança estudo da consultora de recrutamento Kelly International

26 novembro 2022 15:21

É a desigualdade entre géneros que nos vem à memória quando ouvimos falar de discriminação laboral. Mas em Portugal esse não é o maior fator de discriminação no trabalho ou no acesso ao emprego. A lei laboral nacional — e também o enquadramento europeu — proíbe qualquer forma de tratamento diferenciado entre os profissionais, seja ela baseada no género, raça ou etnia, idade, condição socioeconómica ou outras, mas, em Portugal, 55% dos profissionais afirmam já ter sido alvo de algum tipo de discriminação em contexto laboral. O número é avançado pela consultora de recrutamento Kelly International e tem por base os resultados de um inquérito realizado em oito países europeus, entre os quais Portugal, a que o Expresso teve acesso. Segundo o relatório, a idade e o tipo de contrato são as formas de discriminação mais reportadas pelos trabalhadores em Portugal.

Este é um artigo do semanário Expresso. Clique AQUI para continuar a ler.