Economia

Vendas da Coca-Cola estáveis apesar do aumento das matérias-primas

Vendas da Coca-Cola estáveis apesar do aumento das matérias-primas
Justin Sullivan/Getty

A inflação não provocou uma quebra nas vendas da Coca-Cola. Os impactos devem-se "ao aumento de preços de custos das matérias-primas" e não nas vendas, disse o responsável de comunicação em Portugal

A Coca-Cola, marca que celebra este ano 45 anos da comercialização da bebida em Portugal, tem as suas vendas estabilizadas, apesar do aumento verificado nos preços das matérias-primas devido à inflação.

Márcio Cruz, responsável de Relações Públicas e Comunicação na Coca-Cola Europacific Partners Portugal (CCEP), disse esta quinta-feira à Lusa, após a estreia do novo circuito de visitas da fábrica localizada em Azeitão, no concelho de Setúbal, que a inflação não provocou uma quebra nas vendas.

"Os impactos que sofremos são económicos devido ao aumento significativo de preços de custos das matérias-primas, mas não temos nenhum impacto imediato em vendas", disse, revelando satisfação pela reabertura ao público do novo circuito de visitas, depois de quase três anos de encerramento provocado pela pandemia de covid-19.

Ainda sobre o tema das vendas dos produtos que saem da fábrica de Azeitão, cuja atividade gera 8.800 empregos diretos e indiretos, sendo também responsável pela produção de 90% dos produtos Coca-Cola vendidos no país, Márcio Cruz garante existir um equilíbrio.

"As nossas vendas estão muito equilibradas com o que tem vindo a ser a tendência na área das bebidas carbonatadas. Não sentimos nem um grande aumento nem uma diminuição. As vendas estão normalizadas", refere.

Sobre a reabertura das visitas à fábrica de Azeitão, que tem capacidade para produzir 200 milhões de litros de bebida por ano, Márcio Cruz destacou as mensagens de responsabilidade e transparência que são transmitidas aos visitantes que ficam a conhecer a história e a forma como se produz uma das bebidas mais icónicas do mundo.

"Destaco a responsabilidade da empresa em tudo o que faz nos eixos estratégicos da atuação na área da sustentabilidade, ingredientes e das nossas embalagens. Destaco ainda a transparência que temos com os nossos consumidores, a comunidade e tudo o que fazemos. Mostramos em detalhe todo o nosso processo produtivo e a consciencialização em tudo o que fazemos e nos materiais utilizados nos nossos produtos", vincou.

A nível global, a Coca-Cola Europacific Partners Portugal, que detém a fábrica em Azeitão, fornece 1,75 milhões de clientes e está presente em 29 países na Europa, Pacífico e Indonésia, chegando a mais de 600 milhões de consumidores.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: clubeexpresso@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas