Economia

AICEP e Associação BRP assinam protocolo para ajudar PME a globalizarem-se

16 novembro 2022 14:16

Luís Castro Henriques, presidente da AICEP

pedro nunes

A AICEP e a Associação Business Roundtable Portugal assinaram um protocolo para apoiar e acelerar competências de internacionalização de profissionais e pequenas e médias empresas

16 novembro 2022 14:16

A AICEP e a Associação Business Roundtable Portugal anunciaram, esta quarta-feira, a assinatura de um protocolo que contempla iniciativas para apoiar e acelerar competências de internacionalização de profissionais e PME (pequenas e médias empresas), prevendo nomeadamente o reforço dos estágios do INOV.Contacto.

No âmbito deste protocolo, a Associação BRP -- que reúne 42 grandes empresas e grupos empresariais -- irá contribuir para o reforço do número de jovens com experiência internacional, através do alargamento do programa do INOV.Contacto.

Em causa está, assim, o aumento do número de empresas responsáveis por acolher os jovens candidatos do INOV.Contacto prevendo-se que, uma primeira fase, 11 empresas associadas da BRP avancem com o financiamento de 25 novos estágios, que se somarão aos 200 que o programa de estágios da AICEP já contempla.

A par do reforço dos estágios do INOV.Contacto, o protocolo prevê a concretização de medidas como as "Conversas de CEO para CEO", através das quais responsáveis de PME nacionais que pretendam internacionalizar-se podem conversar com gestores das empresas da BRP sobre dificuldades, riscos, desafios ou oportunidades da internacionalização e dos mercados para os quais pretendem expandir-se.

O projeto piloto destas 'Conversas' irá avançar com 20 CEO (presidentes executivos)/presidentes do Conselho de Administração associados do BRP ainda durante o corrente ano e prolongar-se por 2023.

Na concretização desta iniciativa, a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) fará a correspondência entre os associados da BRP e as empresas interessadas, tendo em conta, nomeadamente, o seu setor de atividade ou o destino pretendido.

"A ideia foi ver como é que a BRP podia ajudar. O que podíamos fazer usando a nossa experiência", referiu Filipe de Botton, coordenador Grupo de Trabalho Globalização da Associação BRP, acentuando que os gestores estão à disposição para serem interlocutores das PME e para partilharem "estratégias, angústias" e dúvidas que possam surgir.

Outra das vertentes deste protocolo -- que contém um mecanismo visando a sua avaliação a cada seis meses -- é uma rede internacional de espaços de acolhimento, dirigido às PME que pretendem ter uma experiência de internacionalização, permitindo-lhes que possam usar espaços das associadas da BRP.

Para o efeito serão criados 50 espaços em 20 cidades diferentes, segundo referiu Filipe de Botton, na sessão de apresentação do protocolo que contou também com a participação do presidente da AICEP, Luís Castro Henriques, da administradora da AICEP Francisca Guedes de Oliveira, do presidente da Associação BRP, Vasco de Mello, e do coordenador Grupo de Trabalho Globalização da Associação BRP, Pedro Ginjeira do Nascimento.