Economia

Défice da balança comercial do Japão mais que triplica em setembro

20 outubro 2022 7:40

foto getty images

Setembro foi o quarto mês consecutivo em que o Japão, a terceira maior economia mundial, teve um défice na balança comercial

20 outubro 2022 7:40

O Japão registou um défice comercial de 2,1 biliões de ienes (14,3 mil milhões de euros) em setembro, mais de três vezes superior ao registado em igual mês do ano passado, avançou esta quinta-feira o Governo.

De acordo com dados oficiais divulgados pelo Ministério das Finanças japonês, o valor de setembro foi ainda assim 25,7% inferior ao de agosto, mês em que o país tinha registado um défice recorde, de 2,82 biliões de ienes (cerca de 19,75 mil milhões de euros).

Setembro foi o quarto mês consecutivo em que a terceira maior economia mundial teve um défice na balança comercial.

Apesar do défice as exportações cresceram 28,9%, para 8,8 biliões de ienes (60,3 mil milhões de euros). No entanto, as importações subiram ainda mais, 45,9%, para 10,9 biliões de ienes (74,6 mil milhões de euros).

O défice japonês deveu-se sobretudo às trocas com a China, o maior parceiro comercial nipónico, nas quais Tóquio teve um défice de 575,8 mil milhões de ienes (3,9 mil milhões de euros), quase o dobro do registado em setembro de 2021.

Pelo contrário, o Japão teve um resultado positivo de 606,9 mil milhões de ienes (4,1 mil milhões de euros) nas trocas comerciais com os Estados Unidos, a maior economia do mundo, mais 54,8% do que em igual mês do ano passado.

Com a União Europeia, o terceiro maior parceiro comercial japonês, o país asiático registou um défice de 183,5 mil milhões de ienes (1,3 mil milhões de euros), uma descida homóloga de 16%.

Já o défice do Japão com o Brasil subiu 38,6% em setembro para 88,7 mil milhões de ienes (606 milhões de euros).