Loading...

Economia

Adidas dispensa 300 colaboradores na Maia e leva serviços para fora de Portugal

A Adidas esclarece que as mudanças anunciadas vão ocorrer até ao verão de 2023 mas salienta que “o Porto vai continuar a ter um papel importante na companhia”

A Adidas vai dispensar cerca de 300 colaboradores na Maia devido a “mudanças na estrutura organizacional” da empresa, que vai deslocar serviços para fora de Portugal, confirmou hoje a multinacional.

Questionada pela Lusa sobre denúncias de um despedimento coletivo na "Global Business Services Porto - GBS Porto", situada desde 2009 no Parque de Ciência e Tecnologia da Maia (TecMaia), distrito do Porto, a Adidas, por escrito, confirmou que “cerca de 300 posições são afetadas pelas mudanças” que a empresa está a levar a cabo em Portugal.

“Podemos confirmar que haverá mudanças na estrutura organizacional no Porto (…). No futuro, algumas tarefas vão passar a ser desenvolvidas em locais fora de Portugal e, num segundo momento, vão ser criadas novas responsabilidades na estrutura do Porto”, lê-se.

A Adidas esclarece que as mudanças anunciadas vão ocorrer até ao verão de 2023 mas salienta que “o Porto vai continuar a ter um papel importante na companhia”.

Na referida resposta, aquela multinacional indica que já contactou os colaboradores afetados e lamenta “o impacto que a decisão poderá ter nos colaboradores”.

“A Adidas] está a tentar encontrar soluções justas para todos os colaboradores afetados em conversas pessoais, sendo que a prioridade será uma possível transferência para outro cargo no Porto”, refere o texto.

+ Vistas