Economia

Nissan vende negócio na Rússia por um euro

11 outubro 2022 11:52

Foto: Nissan

A Nissan saiu da Rússia ao vender a operação no país por um euro ao Estado russo. A construtora de automóveis japonesa assumiu, assim, perdas superiores a 690 milhões de euros

11 outubro 2022 11:52

A Nissan assumiu perdas de mais de 100 mil milhões de ienes (cerca de 690 milhões de euros ao câmbio atual) ao vender por um euro a operação que tinha na Rússia a uma empresa controlada pelo Kremlin, noticia a Reuters esta terça-feira, 11 de outubro. A construtora de automóveis sai do país mas, segundo o acordo celebrado com o Estado russo, tem o direito de recompra da operação nos próximos seis anos.

A venda deu-se com a transferência das ações da Nissan Manufacturing Russia para a NAMI, empresa pública russa, numa venda que inclui todas as unidades de produção e de desenvolvimento em São Petersburgo - com produção suspensa desde março devido a perturbações na cadeia de abastecimento - tal como a unidade comercial cuja sede está na capital do país, Moscovo, segundo a agência.

O ministério russo da Indústria e do Comércio, liderado por Denis Manturov, disse que o acordo permite que a Nissan recompre a operação no espaço de seis anos.

De acordo com o jornal japonês Nikkei, citado pela Reuters, a Mitsubishi também está a ponderar abandonar o mercado russo, apesar de a empresa dizer que ainda não tomou nenhuma decisão.

A Nissan é a mais recente empresa a abandonar o mercado russo depois da invasão da Ucrânia a 24 de fevereiro, espoletando uma vaga de sanções pelo Ocidente que punem as empresas que mantêm relações comerciais com Moscovo.