Economia

Inflação abranda o passo em Espanha

Preços subiram 9% em setembro, menos 1,5 pontos do que em agosto, devido ao abrandamento do custo da energia

Os preços subiram 9% em Espanha em setembro, comparando com o mesmo mês de 2021, menos 1,5 pontos do que em agosto, segundo uma estimativa da inflação do Instituto Nacional de Estatística (INE) espanhol divulgada esta quinta-feira.

Em agosto, a inflação (variação dos preços comparando com o mesmo período do ano anterior) fixou-se em 10,5%.

Esta evolução, a confirmar-se, "deve-se, principalmente, à descida dos preços da eletricidade", que tinham subido em setembro de 2021, segundo o INE espanhol, que acrescenta que também há a influência, embora em menor medida, "da descida dos combustíveis, comprando com o ano passado, e da descida dos transportes".

Sem os preços dos alimentos não elaborados e da energia (inflação subjacente), a variação dos preços em setembro foi 6,2%, menos duas décimas do que em agosto.

Tem dúvidas, sugestões ou críticas? Envie-me um e-mail: clubeexpresso@expresso.impresa.pt

Comentários

Assine e junte-se ao novo fórum de comentários

Conheça a opinião de outros assinantes do Expresso e as respostas dos nossos jornalistas. Exclusivo para assinantes

Já é Assinante?
Comprou o Expresso?Insira o código presente na Revista E para se juntar ao debate
+ Vistas