Economia

Procura de alojamento local na plataforma GuestReady no verão foi 15 vezes superior ao período pré-pandemia

22 setembro 2022 10:00

O número de reservas feitas de alojamento local em Portugal através da plataforma GuestReady durante o verão foi 15 vezes maior do que em igual período de 2019

22 setembro 2022 10:00

A procura de alojamento local em Portugal através da plataforma GuestReady durante o verão foi 15 vezes maior do que em igual período de 2019, o último ano antes da pandemia de covid-19, anunciou a empresa em comunicado.

A plataforma conta com cerca de 1100 propriedades de alojamento local em Portugal (o número oscila diariamente), o que corresponde a quatro vezes mais do que as propriedades registadas em 2019.

Mais concretamente, este ano foram feitas quase 15 mil reservas entre 1 de junho e 31 de agosto, o que significa que em 2019 foram feitas apenas 1000.

“Este verão foi definitivamente uma consolidação do regresso à normalidade,” afirma, citado no comunicado, Rui Silva, diretor da GuestReady em Portugal e em Espanha. “Recebemos muitos hóspedes franceses, espanhóis e norte-americanos, mas também portugueses, que representaram 12% de todas as reservas feitas em Portugal,” acrescentou.

O Porto, particularmente, recebeu uma grande percentagem de espanhóis (19%), seguido de franceses (17%) e depois portugueses (10%). Já Lisboa atraiu mais norte-americanos (15%), que regressaram após dois anos de grandes restrições, mas também a franceses (13%) e espanhóis (10%).

Entre junho e agosto, “a ocupação foi em média 15% superior ao verão de 2019 e até atingiu números recorde: em Portugal a ocupação média ao longo do verão foi de 90%”, indica a nota da plataforma. A média de ocupação foi, inclusive, superior à média global da GuestReady.

A nível global a GuestReady está presente em mais de trinta cidades em dois continentes e tem cerca de 4000 alojamentos locais. O número de reservas no verão de 2022 quadruplicou. Adicionalmente, em agosto, “a GuestReady atingiu a marca global das 18 mil reservas efetuadas, das quais mais de um terço tiveram lugar em Portugal”, diz a empresa. No total dos três meses as reservas superaram as 35 mil a nível global.